Retorne ao SPIN

27 de março de 2015

O Estado Democrático de Direito foi substituído pelo Direito Penal do Inimigo.



Ontem fiquei a observar dois desembargadores conversando....fiquei só observando o quanto o nosso sistema penal-midiático é anti-PT e, neste sentido, move-se conforme as premissas do Direito Penal do Inimigo que, como sabemos, ganhou asas com o atentado ao WTC e teve Guatánamo como Laboratório. No Brasil, a título de se combater a corrupção, o Estado Democrático de Direito foi substituído pelo Direito Penal do Inimigo.

Dando uma olhada no twitter de Hélio Telho/MPF-GO, o que noto é que os caras, no caso os nossos promotores, são muito ingenuos... leia com uma lupa as imagens acima...olha só o Janot ao lado do 'U.S. Attorney James Comey, Diretor-geral do FBI que fofo, me pareceu um índio na missa do ''descobrimento'' de tão deslumbrado, ah esses operadores do direito travestidos de ''apartidários'', como dizia minha avó, são de tirar pica-pau do oco...



''Não sei o que ocorreu internamente. Mas aparentemente o bom senso foi atropelado pelo deslumbramento da equipe do Lava Jato, estimulando uma geração de jovens turcos, não apenas com o vício de procurar os holofotes, mas principalmente de utilizar a longa e suspeita mão da mídia para incriminar os alvos – em uma demonstração chocante de desrespeito aos direitos individuais.

A exposição do procurador Deltan Dallagnol, sua submissão à mídia, assim como o juiz Sérgio Moro, podem lhe angariar aplausos do populacho, da malta, daqueles que acham que bandido bom é bandido morto. Mas certamente aprofundarão as mágoas e suspeitas dos legalistas. Estão cavando um buraco que custará caro ao poder que representam.

E, pior, não há pessoas de bom senso para conter a boiada e chamar os procuradores à responsabilidade funcional e constitucional.''(http://www.jornalggn.com.br/noticia/para-entender-o-jogo-midiatico-do-ministerio-publico-federal)

Ontem fiquei a observar dois desembargadores conversando....fiquei só observando o quanto o nosso sistema penal-midiático é anti-PT e move-se dentro da lógica do Direito Penal do Inimigo que ganhou asas a partir do ataque ao WTC e que teve Guatánamo como Laboratório. No Brasil, a título de se combater a corrupção, o Estado Democrático de Direito foi substituído pelo Direito Penal do Inimigo, sendo que, para a máfia midiático-penal o  PSDB é o amigo a ser preservado e, o PT,  o inimigo a ser combatido sem tréguas.

Dando uma olhada no twitter de Hélio Telho/MPF-GO,  pode Arnaldo um promotor ser tão partidarizado embora se diga 'apartidário'



























U.S. Attorney James Comey, Diretor-geral do FBI, em visita ao MPF














P.S.1- Entrevista com Hélio Telho

http://www.jornalopcao.com.br/entrevistas/vamos-ter-um-escandalo-de-corrupcao-ainda-maior-que-o-da-petrobras-e-sera-no-bndes-23280/


P.S.2-  A ética do promotor de justiça criminal nos Estados Unidos

http://josecarloslima80.blogspot.com.br/2015/03/a-etica-do-promotor-de-justica-criminal.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário